Do aniversário (ou das coisas insignificantes):

Deixei de ter de mexer os lábios sempre que fingia cantar-te os parabéns em público e já não precisei de comer bolo só porque eras tu a fazer anos.
Há sempre alguma coisa boa em tudo o que de mau possa acontecer.

(Coisas insignificantes são ainda mais comuns)

Sem comentários:

Enviar um comentário