Ai Jesus que foi quase!:

O tudo virou nada.
Foi um pleno, perdeu tudo o que havia para perder.

Sem comentários:

Enviar um comentário