Aprende esta condição:

Não duvides: A liberdade é o que tens de mais precioso. A liberdade, ao contrário do que dizem, não acaba onde começa a liberdade do outro. A liberdade não tem limites, nem imposições. A liberdade é aceitarmos as consequências das nossas escolhas e, mais do que isso, não reduzirmos as nossas escolhas  por medo do efeito. O teu desejo não é seres feliz. Vais querer ser livre, acima de tudo e de todos. Tens amigos, és feliz. Tens filhos, és feliz. Tens objectivos, és feliz. Estás vivo, és feliz. És feliz mas podes não ser livre. A liberdade são as nossas leis, as nossas regras. A liberdade concentra tudo, o bom e o ruim. Vai dos oito aos oitenta e dá espaço à felicidade. Depois da liberdade, não sobra nada, nem o impulso de uma personalidade adolescente. Não é fazer o que te apetece às escondidas porque tudo o que se oculta, aprisiona-te.  A liberdade, acredita, não é seres sincero enquanto estás sozinho em casa. É vires ao mundo, dares um passo em frente e atreveres-te a assumir o que escolheste para ti. A liberdade não nos expõem, abre-nos caminho. É sermos confrontados com o problema e não recuar. É sermos fieis ao que é nosso e só sabermos viver assim. A liberdade não implica nenhuma luta, é pacifica na hora de adormecer porque somos só nós e o que escolhemos. Somos nós a aceitarmos as consequências todas disso, a colhermos todos os frutos e, ainda assim, a sermos felizes. A liberdade não te acomoda nem conforma. A liberdade quer permanecer e não depende de ninguém.

Sem comentários:

Enviar um comentário