Incongruências:

O INEM é uma merda. Demoram sempre a chegar, o sistema tem falhas imperdoáveis e cometem-se erros graves que se traduzem em perdas humanas.
O INEM tem o dever de garantir um serviço de socorro de emergência médica e a partir daí, as pessoas acham-se no dever de criticar e julgar uma entidade e os seus profissionais.
As pessoas não sabem mas existem vezes em que as ambulâncias ficam retidas e não podem dar uma resposta adequada a casos graves por situações de chamadas falsas, ferimentos tratáveis com gelo ou um penso rápido, discussões familiares ou até casos sociais.
As pessoas não sabem mas o INEM só chega quando mais ninguém consegue ajudar, como ajuda diferenciada. As pessoas não sabem mas também elas têm um dever perante a sociedade. As pessoas não sabem mas deveriam saber fazer suporte básico de vida ou, mais simples ainda, ligar para o112 e responder ao que é estritamente essencial.
O  INEM é o ultimo a chegar e mesmo assim consegue ter os profissionais a serem insultados pela demora quando à chegada não está nenhum familiar ou popular a fazer nada à vitima.
As pessoas são tão ávidas a insultar e apontar o dedo. A culpabilizar tudo e todos quando grande parte das falhas estão nas próprias que não sabem utilizar um serviço convenientemente.
Uma ambulância é um bem que necessita de ser racionalizado para situações de risco de vida. Não é um taxi que se pode ter em cada esquina.
As pessoas não sabem mas também tem o dever de respeitar a marcha de emergência de um veiculo prioritário e facilitar as ultrapassagens. As pessoas não sabem mas há o clima, há a distância, há centenas de condicionantes que atrasam o socorro.
O INEM é o último a chegar e mesmo assim, quando chega não vê trabalho feito. Também compete às pessoas, a cada um, fazer a sua parte e aprender a ajudar o INEM.
Que o receio não passe pela demora do socorro chegar mas mais pelo facto de se acontecer alguma coisa não termos ninguém que possa fazer algo até o INEM chegar.

Sem comentários:

Enviar um comentário