Mais uma vez: As pessoas deviam propor-se a fazer apenas aquilo em que são realmente boas

Não sou das que diz que o jornalismo em Portugal é uma vergonha porque vergonhosos são alguns jornalistas. Exclua-se, portanto, o argumento de que sou contra o jornalismo. Fazer uma peça jornalística, é muito mais do que contar uma história porque o jornalismo foi feito para criar noticias (esqueçam os artigos de opinião e as crónicas, não é preciso sermos jornalistas para isso). Uma noticia não é uma história, não tem tantas versões quantas as pessoas que a narram. Uma noticia é uma coisa séria porque apresenta factos que não mudam consoante quem os conta. O jornalismo é transparente, vai ao fundo da questão e traz-nos o essencial. Poderá não ser imparcial porque toda a noticia gera uma reacção mas sendo imparcial, tem de continuar a ser transparente, sem sombra para dúvidas. Tem de resumir-se aos factos e ser aquilo que se espera que seja: informativo. Quanto mais informativo for o jornalismo, mais informado tem de ser o jornalista. Verdade seja dita, é uma coisa difícil e só os jornalistas realmente bons é que deveriam propor-se a faze-lo.

Sem comentários:

Enviar um comentário