Na primeira pessoa sou muito insensível:

Estou a cagar-me para o Walker. Para o Mandela. Para o Eusébio. 
E de caminho também posso vir a cagar-me para o Schumacher.
O mundo não acabou. Nascem e morrem milhares de pessoas por dia. 

Sem comentários:

Enviar um comentário