Sabotar o tempo é esquecermo-nos da vida:

Não penses. Bloqueia-te e resiste. Pinta as unhas mas não te preocupes com a acetona. Não penses no desmaquilhante que vais gastar. O teu melhor vestido continuará a ser o mais bonito mesmo que ninguém te veja.  É agora que a vida acontece. Desprende-te do medo da noite; das palavras que ouves do outro lado da rua, sempre que passas por lá; dos gatos pretos que cruzam o teu caminho.  O que será de ti se não conseguires libertar-te de todas as coisas que não são tuas? É deprimente reviver o passado todas as manhãs mas não queiras a ansiedade que a previsão do futuro oferece. É perigoso viver num tempo que não é nosso. É hoje e agora, é aqui que o mundo se desfaz e que a vida começa. Se não saíres de casa todos os dias à pressa, com medo de te atrasares para a vida; se não ouvires com atenção as regras do jogo que tentas jogar, o que será de ti? 

5 comentários:

  1. eu sei o que seria de ti se nao fosses tao estupida

    ResponderEliminar
  2. qual é a sensaçao de receberes comentarios no teu blog quando andas a infestar o dos outros com opinioes infundadas? agora ja nao tens resposta?

    ResponderEliminar
  3. É sempre divertido :) Normalmente, só respondo quando me fazem perguntas. Por isso, não te acanhes.

    ResponderEliminar
  4. es mesmo tacannha... devias ter vergonha. tu afinal es lesbica ou es o que? nao te encaixo em nenhuma categoria ahah

    ResponderEliminar
  5. Não sou esquisita mas não é coisa que me envergonhe.

    ResponderEliminar